segunda-feira, 3 de maio de 2010

[Informativos Deputado Estadual Fausto Figueredo]


Fausto Figueira, deputado estadual do PT paulista, nasceu em 1º de abril de 1947, em São Paulo. É o filho mais velho de uma família de 12 irmãos. Seu pai, o médico Fausto Figueira de Mello, foi militante político católico e candidato não eleito a deputado estadual pelo PDC (Partido Democrata Cristão) e a deputado federal pelo MDB (Movimento Democrático Brasileiro), conquistando uma suplência na Câmara Federal.

Fausto começou a participar da política no movimento estudantil como secundarista. Foi militante da JEC - Juventude Estudantil Católica - ligada à Igreja, e dirigente da entidade no Estado de São Paulo. Foi diretor da UPES - União Paulista de Estudantes Secundaristas.

Integrante da primeira turma da Faculdade de Medicina de Santos, fundou o Centro Acadêmico Arnaldo Vieira de Carvalho e organizou, em 1967 e 1968, a eleição da UEE em Santos e na Baixada.

Sua entrada na política partidária se deu em 1969, no antigo MDB, em plena ditadura, levado por Esmeraldo Tarquínio, então prefeito eleito de Santos, que não tomou posse em virtude de cassação imposta pelo regime militar.

Com a morte de seu pai, foi estudar na USP, em São Paulo, onde se formou. Foi eleito um dos coordenadores da residência médica e vice-presidente da Associação dos Médicos Residentes do Hospital das Clínicas.

No início dos anos 70, voltou a Santos e começou a dar aulas na Faculdade de Medicina e a coordenar o Plano de Saúde da Companhia Siderúrgica Paulista (Cosipa). Casou-se com a arquiteta Tanya Diniz Borges, em dezembro de 1970, com quem teve seus três filhos: Pedro, Mariana e Cristina. Fausto é avô de Diana, Yuri e Léo, filhos de Mariana; de João, filho de Pedro; e de Rodrigo, filho de Cristina.

Foi secretário e presidente do Sindicato dos Médicos de Santos (1983 a 1985) e dirigiu o Hospital Guilherme Álvaro (1983 a 1986). Foi conselheiro Regional de Medicina do Estado de São Paulo (1983 a 1988), 2º secretário da Diretoria em (1987 e 1988) e dirigiu o Ersa (1987 a 1988), atual DIR.

Em 1988, saiu do então PMDB e filiou-se ao PSB. Participou da campanha de Telma de Souza à prefeitura e juntos formularam a equipe de governo. Foi chefe de gabinete do Governo Telma (1989 a 1990) e secretário de Indústria, Comércio e Turismo (1990 a 1992). Entrou no PT em 1990.

Foi eleito três vezes vereador em Santos com votações crescentes. Em 1992, obteve 2.220 votos; em 1996, 4.493; e em 2000, elegeu-se com até então terceira maior votação da história da Câmara de Santos, 8.087 votos.

Foi eleito deputado, em 2002, com 61.387 votos, numa votação fundamentalmente regional: 96% dos votos foram da Baixada Santista, 35 mil na Cidade de Santos.

Em 15 de março de 2005, Fausto foi escolhido o 1º secretário da Assembléia Legislativa para o biênio 2005/2007, com 52 votos, num processo que elegeu Rodrigo Garcia (PFL)presidente da Casa, derrotando o candidato do governador Geraldo Alckmin. A 1ª Secretaria é o segundo cargo mais importante na hierarquia da Assembléia, abaixo apenas da presidência.

Durante seu primeiro mandato, até outubro de 2006, Fausto apresentou na Assembléia 24 projetos de lei, sendo que nove deles foram aprovados e transformados em leis estaduais. Também apresentou dois projetos de lei complementar e um projeto de resolução e assinou 19 emendas à Constituição do Estado. Foi autor e co-autor de 142 requerimentos simples, 124 requerimentos de informação, 240 indicações e 10 moções. Entre suas principais iniciativas, está a lei nº 12.258/06, que institui em São Paulo uma política de prevençã ao uso de drogas e de tratamento dos usuários na rede pública de saúde. Fausto também é autor de projeto de lei que isenta do pagamento de passagens de ônibus intermunicipais os portadores de doenças crônicas e degenerativas, como vítimas de câncer, Aids e paralisias.

Nas eleições de 2006 Fausto ficou com a 1ª suplência da bancada do PT, tendo obtido 55.599 votos no Estado de São Paulo.

Durante o período em que esteve afastado do parlamento estadual, Fausto serviu como consultor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e delegado do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) na Baixada Santista. Em 2008, foi escolhido pelo ministro dos Portos, Pedro Brito, para comandar a criação do Centro de Excelência Portuária de Santos (Cenep), instituição voltada para a capacitação e atualização da mão-de-obra no Porto de Santos.

Fausto voltou à Assembleia no final de 2008, com a renúncia do ex-deputado estadual Mário Reali, prefeito eleito de Diadema.



http://lh3.ggpht.com/_NVmWSedGgC4/SW5GjvOCc_I/AAAAAAAAAGE/-JRHLXHrMn4/%5BUNSET%5D.gif?imgmax=800

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Divulgue

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More