quinta-feira, 31 de março de 2011

[Mapa geoturistico grátis]



http://4.bp.blogspot.com/_vgRafgf5V0Q/TNRowNocdpI/AAAAAAAACyc/voXAMT7eVR0/s1600/Acesseolink.png

quarta-feira, 30 de março de 2011

Promoção #FF Banco Intermedium

[Mapa ciclistico de chicago grátis]

bike map 2009 cover
http://4.bp.blogspot.com/_vgRafgf5V0Q/TNRowNocdpI/AAAAAAAACyc/voXAMT7eVR0/s1600/Acesseolink.png

terça-feira, 29 de março de 2011

Concorra a diveros prêmios no site "Diárias Mais baratas"

Concorra GPS 9 Prêmios

Para participar da Campanha, basta se cadastrar no site:
Acesse:
 
Clique aqui e cadastre-se já

Diárias mais Baratas é a primeira empresa brasileira de vendas coletivas, exclusivamente no ramo de cupons de descontos em diárias de hospedagem. 
http://4.bp.blogspot.com/_vgRafgf5V0Q/TNRowNocdpI/AAAAAAAACyc/voXAMT7eVR0/s1600/Acesseolink.png

[Livro e DVD o Caminho da Felicidade]

Paquete Informativo Gratuito de El Camino a la Felicidad

http://4.bp.blogspot.com/_vgRafgf5V0Q/TNRowNocdpI/AAAAAAAACyc/voXAMT7eVR0/s1600/Acesseolink.png

segunda-feira, 28 de março de 2011

[Mapa de seagrove grátis]

http://media-cdn.tripadvisor.com/media/photo-s/00/16/47/4d/seagrove-beach-looking.jpg

Seagrove é uma cidade localizada no estado norte-americano de Carolina do Norte, no Condado de Randolph.
http://4.bp.blogspot.com/_vgRafgf5V0Q/TNRowNocdpI/AAAAAAAACyc/voXAMT7eVR0/s1600/Acesseolink.png

domingo, 27 de março de 2011

[Corretivo grátis]

Home - Inner Circle

http://4.bp.blogspot.com/_vgRafgf5V0Q/TNRowNocdpI/AAAAAAAACyc/voXAMT7eVR0/s1600/Acesseolink.png

sábado, 26 de março de 2011

[Livro religioso grátis]]



http://4.bp.blogspot.com/_vgRafgf5V0Q/TNRowNocdpI/AAAAAAAACyc/voXAMT7eVR0/s1600/Acesseolink.png

sexta-feira, 25 de março de 2011

[Revista artistica grátis]

http://4.bp.blogspot.com/_vgRafgf5V0Q/TNRowNocdpI/AAAAAAAACyc/voXAMT7eVR0/s1600/Acesseolink.png

quinta-feira, 24 de março de 2011

[Guia de meditação grátis]

Easy Guide to Meditation
A meditação encontra-se no meio de dois pólos; a concentração e a contemplação. É comumente associada a religiões orientais. Há dados históricos comprovando que ela é tão antiga quanto a humanidade. Não sendo exatamente originária de um povo ou região, desenvolveu-se em várias culturas diferentes e recebeu vários nomes, floresceu no Egito (o mais antigo relato), Índia, entre o povo Maia, etc. Apesar da associação entre as questões tradicionalmente relacionadas à espiritualidade e essa prática, a meditação pode também ser praticada como um instrumento para o desenvolvimento pessoal em um contexto não religioso.
http://4.bp.blogspot.com/_vgRafgf5V0Q/TNRowNocdpI/AAAAAAAACyc/voXAMT7eVR0/s1600/Acesseolink.png

quarta-feira, 23 de março de 2011

[CD sobre Myanmar grátis]


Myanmar[nota 1] ou Birmânia, oficialmente República da União de Myanmar (em birmanês: Myanmar long form.svg; pron. AFI: [pjìdà̀uɴzṵ θà̀ɴməda̯ mjəmà nàiɴŋàɴdɔ̀]), é um país do sul da Ásia continental limitado ao norte e nordeste pela China, a leste pelo Laos, a sudeste pela Tailândia, ao sul pelo Mar de Andamão e pelo Canal do Coco, a oeste pelo Golfo de Bengala e a noroeste por Bangladesh e pela Índia. Em 2006, a capital do país foi transferida de Rangum para Naypyidaw.

Myanmar tornou-se independente do Reino Unido em 4 de janeiro de 1948, com o nome oficial de União da Birmânia, designação que voltou a adotar após um período como "República Socialista da União da Birmânia" (4 de janeiro de 1974 a 23 de setembro de 1988). Em 18 de junho de 1989, o regime militar birmanês anunciou que o nome oficial do país passaria a ser União de Myanmar. A nova designação foi reconhecida pelas Nações Unidas e pela União Europeia, mas não pelos governos dos EUA e Reino Unido[4]. Conforme a Constituição de 2009, o nome do país mudou para “República da União de Myanmar”, medida implementada em 21 de outubro de 2010[5].

A diversa população birmanesa teve papel fundamental para definir a política, história e demografia do país nos tempos modernos. Seu sistema político é hoje mantido sob controle estrito do Conselho de Estado para a Paz e o Desenvolvimento — o governo militar chefiado, desde 1992, pelo General Than Shwe. As forças armadas birmanesas controlam o governo desde que o General Ne Win desfechou um golpe de Estado em 1962 para derrubar o governo civil de U Nu. Integrante do Império Britânico até 1948, Myanmar continua a enfrentar tensões étnicas. A cultura do país baseia-se no budismo teravada, temperado por elementos locais.
http://4.bp.blogspot.com/_vgRafgf5V0Q/TNRowNocdpI/AAAAAAAACyc/voXAMT7eVR0/s1600/Acesseolink.png

terça-feira, 22 de março de 2011

[DVD sobre saúde animal grátis]





http://4.bp.blogspot.com/_vgRafgf5V0Q/TNRowNocdpI/AAAAAAAACyc/voXAMT7eVR0/s1600/Acesseolink.png

segunda-feira, 21 de março de 2011

[Guia sobre Islam grátis]

  Cover of the book.  Click here to enlarge

Esse guia islâmico é para não-muçulmanos que gostariam de compreender o Islã, os muçulmanos e o Alcorão Sagrado. É rico em informações, referências, bibliografia e ilustrações. Foi revisado e editado por muitos professores e pessoas bem instruídas. É breve e fácil de ler, mas contém muito conhecimento científico. Contém todo o livro, A Brief Illustrated Guide to Understanding Islam (Um Breve Guia Ilustrado para Compreender o Islã), e mais. Abaixo, o conteúdo desse guia.

http://4.bp.blogspot.com/_vgRafgf5V0Q/TNRowNocdpI/AAAAAAAACyc/voXAMT7eVR0/s1600/Acesseolink.png

domingo, 20 de março de 2011

[Guias Turisticos alaska grátis]


O Alasca (em inglês Alaska) é um dos 50 estados dos Estados Unidos da América e o maior em extensão territorial, sendo maior do que os estados americanos de Texas, Califórnia e Montana juntos (respectivamente o segundo, o terceiro e o quarto mais extensos). O Alasca é também o estado mais escassamente povoado dos Estados Unidos, com uma densidade populacional de 0,42 hab/km², a menor entre todos os 50. O Alasca tem menos habitantes do que qualquer estado americano com exceção de Wyoming, Dakota do Norte e Vermont[1]. Se fosse um país independente, o Alasca seria o 17° maior país do mundo em extensão territorial. Relativamente isolado do restante do país, o Alasca é considerado parte dos Estados do Pacífico. Nos dias atuais, a discussão sobre a independência do Alasca tem ganhado força. É certo também que algumas ameaças de mísseis do extremo oriente só podem atingir os Estados Unidos pelo Alasca.

O Alasca é o estado mais setentrional e ocidental dos Estados Unidos. É também considerado por alguns como o estado mais oriental do país, uma vez que duas das ilhas do Arquipélago dos Aleutas estão localizadas no Hemisfério Oriental, o que faz dos Estados Unidos, ao lado da Rússia, os dois únicos países que possuem território oficial nos dois hemisférios delimitados pelo Meridiano de Greenwich. A maior parte da população do Alasca vive na região sul e sudeste do estado. Muito do Alasca é escassamente povoado. Por causa disso, o cognome oficial do Alasca é The Last Frontier ("A Última Fronteira"). O Alasca é uma península e faz fronteira somente com o Canadá, território de Yukon e província de Colúmbia Britânica. O Alasca é um dos dois estados americanos que não fazem parte dos Estados Unidos continentais, os 48 Estados localizados entre o Canadá e o México. O segundo estado é o Havaí.

O nome Alasca provém da palavra Alyeska, que significa "grande terra" em aleúte, um idioma esquimo-aleutiano falado em partes do seu território. O Alasca foi comprado do Império Russo em 1867, graças à insistência do então Secretário de Estado americano William Henry Seward, por 7,2 milhões de dólares. À época, Seward foi criticado por outros políticos e ridicularizado pela maioria da população americana pela sua decisão, uma vez que boa parte da população americana acreditava então que o Alasca não passava de uma região coberta de gelo imprestável e que só servia para morada de ursos. Porém, descobertas de grandes reservas de recursos naturais desde então atraíram milhares de pessoas à região. Em 3 de Janeiro de 1959, o território do Alasca foi elevado à categoria de Estado, tornando-se o 49º Estado americano.

http://4.bp.blogspot.com/_vgRafgf5V0Q/TNRowNocdpI/AAAAAAAACyc/voXAMT7eVR0/s1600/Acesseolink.png

sábado, 19 de março de 2011

[DVD sobre Israel grátis]


Visit Israel DVD

Israel (em hebraico: יִשְׂרָאֵל, Yisra'el; em árabe: إِسْرَائِيلُ, Isrā'īl), oficialmente Estado de Israel (em hebraico Loudspeaker.svg? מדינת ישראל, transl. Medīnát Isra'él; em árabe: دولة إسرائيل, transl. Dawlát Isrā'īl), é um país da Ásia Ocidental situado na margem oriental do Mar Mediterrâneo. Israel atualmente divide fronteiras, embora parcialmente definidas[nota 4], com o Líbano ao norte, Síria e Jordânia ao leste e Egito no sudoeste.[6] A Cisjordânia e a Faixa de Gaza também são confrontantes. Israel é o único Estado do mundo predominantemente judeu,[7] com uma população de cerca de 7,5 milhões de habitantes, dos quais aproximadamente 5,62 milhões são judeus.[8][9] A maior minoria étnica do país é o segmento denominado como árabes israelenses, enquanto grupos religiosos minoritários incluem muçulmanos, cristãos, drusos, samaritanos e outros, a maioria dos quais são encontrados dentro do segmento árabe.

O moderno Estado de Israel tem as suas raízes históricas e religiosas na bíblica Terra de Israel (Eretz Israel), um conceito central para o judaísmo desde os tempos antigos,[10][11][12] e no coração dos antigos reinos de Israel e Judá.[13] Após o nascimento do sionismo político, em 1897, e da Declaração de Balfour, a Liga das Nações concedeu ao Reino Unido o Mandato Britânico da Palestina após a Primeira Guerra Mundial, com a responsabilidade para o estabelecimento de "…tais condições políticas, administrativas e econômicas para garantir o estabelecimento do lar nacional judaico, tal como previsto no preâmbulo e no desenvolvimento de instituições autônomas, e também para a salvaguarda dos direitos civis e religiosos de todos os habitantes da Palestina, sem distinção de raça e de religião… ".[14]

Em novembro de 1947, as Nações Unidas recomendaram a partição da Palestina em um Estado judeu, um Estado árabe e uma administração direta das Nações Unidas sob Jerusalém.[15] A partição foi aceita pelos líderes sionistas, mas rejeitada pelos líderes árabes, o que conduziu à Guerra Civil de 1947-1948. Israel declarou sua independência em 14 de maio de 1948 e Estados árabes vizinhos atacaram o país no dia seguinte. Desde então, Israel travou uma série de guerras com os Estados árabes vizinhos[16] e, como consequência, Israel atualmente controla territórios além daqueles delineados no Armistício israelo-árabe de 1949. Algumas das fronteiras internacionais do país continuam em disputa, mas Israel assinou tratados de paz com o Egito e com a Jordânia e apesar de esforços para resolver o conflito com os palestinos, até agora só se encontrou sucesso limitado.

A capital declarada (mas não reconhecida pela comunidade internacional) do país e sede do governo é Jerusalém,[i] que é também a residência do presidente da nação, repartições do governo, suprema corte e o Knesset (parlamento). A Lei Básica estabelece que "Jerusalém, completa e unida, é a capital de Israel" apesar de a Autoridade Palestina ver Jerusalém Oriental como futura capital da Palestina e as Nações Unidas e a maioria dos países não aceitarem a Lei Básica, argumentando que o status final deve esperar futuras negociações entre Israel e a Autoridade Palestina. A maioria dos países mantém sua embaixada em Tel Aviv, principal centro financeiro do país.

Israel é um país desenvolvido e uma democracia representativa com sufrágio universal,[3] com um sistema parlamentar. O Primeiro-ministro serve como chefe de governo e o Knesset serve como órgão legislativo de Israel. A economia do país, com base no produto interno bruto nominal, em 2008 situou-se entre as 41 maiores do mundo. Israel está em primeiro lugar entre os países do Oriente Médio no Índice de Desenvolvimento Humano, publicado pela ONU,[20] além de ser considerado pelo FMI uma das 34 economias avançadas do mundo[21] e o país mais avançado da região em termos de regulamentações empresariais e [22] competição econômica.[23] Grupos como a Anistia Internacional e o Human Rights Watch têm sido críticos das políticas de Israel em relação aos palestinos, enquanto o governo dos Estados Unidos[24] e alguns países da Europa, como o Reino Unido e a Alemanha, geralmente apoiam Israel bélica e financeiramente.Em 2010, Israel aderiu a OCDE.[26]

http://4.bp.blogspot.com/_vgRafgf5V0Q/TNRowNocdpI/AAAAAAAACyc/voXAMT7eVR0/s1600/Acesseolink.png

sexta-feira, 18 de março de 2011

[Livreto grátis sobre Beneo - alimento funcional]

 

Sobre nós


O selo BENEO™ é uma iniciativa conjunta de produtores alimentares reconhecidos e da BENEO-Orafti, líder mundial em ingredientes alimentares derivados da chicória. BENEO-Orafti, como parte do BENEO-Group, é especializado em ingredientes alimentares funcionais e opera em mais de 75 países nos 5 continentes. Atualmente, os ingredientes alimentares BENEO-Orafti são usados a nível mundial em mais de 2.000 produtos alimentares.
A base do seu sucesso reside em pesquisa científica intensiva sobre alimentos saudáveis que é conduzida, sobretudo em colaboração com universidades e centros de pesquisa de fama mundial. Isto conduziu à criação de vários ‘alimentos funcionais’ ou, por outras palavras, ‘alimentos com qualidades terapêuticas saudáveis’.
A fim de comunicar ao consumidor os benefícios destes ingredientes para a saúde, a BENEO-Orafti lançou a iniciativa selo BENEO™.
O selo BENEO™ pretende ser uma referência relativamente aos alimentos saudáveis e aos seus benefícios para o sistema digestivo humano como tal.


http://4.bp.blogspot.com/_vgRafgf5V0Q/TNRowNocdpI/AAAAAAAACyc/voXAMT7eVR0/s1600/Acesseolink.png

quinta-feira, 17 de março de 2011

[Guias do Hotel BBH na Nova Zelandia grátis]

http://www.bbh.co.nz/uploads/small-rugby-kiwi.png

A Nova Zelândia (em Inglês New Zealand, em maori Aotearoa) é um país insular no sudoeste do Oceano Pacífico formado por duas massas de terra principais (comumente chamadas de Ilha do Norte e Ilha do Sul) e por numerosas ilhas menores, sendo as mais notáveis as ilhas Stewart e Chatham. O nome indígena na língua maori para a Nova Zelândia é Aotearoa, normalmente traduzido como "A Terra da Grande Nuvem Branca". Os Domínios da Nova Zelândia também incluem as Ilhas Cook e Niue (que se auto-governam mas em associação livre); Tokelau; e a Dependência de Ross (reivindicação territorial da Nova Zelândia na Antártida).

A Nova Zelândia é notável por seu isolamento geográfico: está situada a cerca de 2000 km a sudeste da Austrália, separados através do mar da Tasmânia e os seus vizinhos mais próximos ao norte são a Nova Caledônia, Fiji e Tonga. Devido ao seu isolamento, a Nova Zelândia desenvolveu uma fauna distinta dominada por pássaros, alguns dos quais foram extintos após a chegada dos seres humanos e dos mamíferos introduzidos por eles.

A maioria da população da Nova Zelândia é de ascendência Européia, os nativos Māoris são minoria. Asiáticos e polinésios não-Māori também são grupos de minoria significativa, especialmente em áreas urbanas. A língua mais falada é o Inglês.

A Nova Zelândia é um país desenvolvido que se posiciona muito bem em comparações internacionais sobre o desenvolvimento humano (o terceiro no mundo)[2], qualidade de vida, esperança de vida, alfabetização, educação pública, paz,[3] prosperidade, liberdade econômica, facilidade de fazer negócios, falta de corrupção, liberdade de imprensa e proteção das liberdades civis e dos direitos políticos.[4] Suas cidades também são consideradas as mais habitáveis do mundo.

Elizabeth II, como a Rainha da Nova Zelândia, é a chefe de estado do país e é representada por um Governador-Geral cerimonial, que detém poderes de reserva.[5] A rainha não tem nenhuma influência política real e sua posição é essencialmente simbólica. O poder político é mantido pelo democraticamente eleito Parlamento da Nova Zelândia, sob a liderança do Primeiro-Ministro, que é o chefe de governo do país.

http://4.bp.blogspot.com/_vgRafgf5V0Q/TNRowNocdpI/AAAAAAAACyc/voXAMT7eVR0/s1600/Acesseolink.png

quarta-feira, 16 de março de 2011

[Livro sobre a Jamaica grátis]



A Jamaica é uma nação insular localizada no mar das Caraíbas (mar do Caribe), extensa 234 quilômetros de leste a oeste e 80 quilômetros de norte a sul. Situa-se a cerca 145 quilômetros ao sul de Cuba e a 190 quilômetros a oeste da ilha de Hispaniola (onde se localizam o Haiti e a República Dominicana.[3] É o terceiro país anglófono mais populoso das Américas, superada apenas pelos Estados Unidos e Canadá. Sua capital e maior cidade é Kingston.

http://4.bp.blogspot.com/_vgRafgf5V0Q/TNRowNocdpI/AAAAAAAACyc/voXAMT7eVR0/s1600/Acesseolink.png

terça-feira, 15 de março de 2011

[Guia turistico Nova Scotia grátis]

 


A Nova Escócia (em latim e em inglês: Nova Scotia; em francês: Nouvelle-Écosse; em gaélico: Alba Nuadh) é uma das dez províncias do Canadá, parte das Províncias Marítimas e das Províncias do Atlântico. A Nova Escócia localiza-se no leste canadense, à beira do Oceano Atlântico. Muito da Nova Escócia está localizado em uma península. Porém, também faz parte da província a ilha de Cape Breton.

Nenhuma região da Nova Escócia está localizada a mais do que 56 quilômetros do mar. A Nova Escócia caracteriza-se por possuir as maiores variações de maré do mundo - que podem chegar a até 10 metros em certos pontos. A economia da província é baseada primariamente no turismo, na pesca e na prestação de serviços financeiros.

A Nova Escócia fora originalmente colonizada pelos franceses e pelos britânicos. Tanto a França quanto o Reino Unido reivindicaram a posse da regiào. A Nova Escócia fez parte da Nova França, como a província colonial de Acádia, até ter sido capturada definitivamente pelos britânicos em 1713. Até o final do século XVIII, a Nova Escócia recebeu grandes números de ingleses e escoceses.

Em 1 de julho de 1867, a Nova Escócia, juntamente com Nova Brunswick e a província de Canadá (atuais províncias de Ontário e Quebec), tornou-se independente do Reino Unido. Juntamente com a Nova Brunswick, Ontário e o Quebec, a Nova Escócia é uma das quatro províncias originais do Canadá.

http://4.bp.blogspot.com/_vgRafgf5V0Q/TNRowNocdpI/AAAAAAAACyc/voXAMT7eVR0/s1600/Acesseolink.png

segunda-feira, 14 de março de 2011

[Creme para pele grátis]

http://4.bp.blogspot.com/_vgRafgf5V0Q/TNRowNocdpI/AAAAAAAACyc/voXAMT7eVR0/s1600/Acesseolink.png

domingo, 13 de março de 2011

[Materiais sobre autismo grátis]

Information on Autism Spectrum Disorders and the Sun Rise Program.DVD on Autism Spectrum Disorders and the Sun Rise Program.DVD on Autism Spectrum Disorders and the Sun Rise Program.

O autismo é uma disfunção global do desenvolvimento. É uma alteração que afeta a capacidade de comunicação do indivíduo, de socialização (estabelecer relacionamentos) e de comportamento (responder apropriadamente ao ambiente — segundo as normas que regulam essas respostas). Esta desordem faz parte de um grupo de síndromes chamado transtorno global do desenvolvimento (TGD), também conhecido como transtorno invasivo do desenvolvimento (TID), do inglês pervasive developmental disorder (PDD). Entretanto, neste contexto, a tradução correta de "pervasive" é "abrangente" ou "global", e não "penetrante" ou "invasivo". Mais recentemente cunhou-se o termo Transtorno do Espectro Autista (TEA) para englobar o Autismo, a Síndrome de Asperger e o Transtorno Global do Desenvolvimento Sem Outra Especificação.[1]

Algumas crianças, apesar de autistas, apresentam inteligência e fala intactas, outras apresentam sérios retardos no desenvolvimento da linguagem. Alguns parecem fechados e distantes, outros presos a comportamentos restritos e rígidos padrões de comportamento. Os diversos modos de manifestação do autismo também são designados de espectro autista, indicando uma gama de possibilidades dos sintomas do autismo. Atualmente já há possibilidade de detectar a síndrome antes dos dois anos de idade em muitos casos.[2]

Certos adultos com autismo são capazes de ter sucesso na carreira profissional. Porém, os problemas de comunicação e sociabilização freqüentemente causam dificuldades em muitas áreas da vida. Adultos com autismo continuarão a precisar de encorajamento e apoio moral em sua luta para uma vida independente. Pais de autistas devem procurar programas para jovens adultos autistas bem antes de seus filhos terminarem a escola. Caso conheça outros pais de adultos com autismo, pergunte sobre os serviços disponíveis.

O autismo afeta, em média, uma em cada 110 crianças nascidas nos Estados Unidos, segundo o CDC (sigla em inglês para Centro de Controle e Prevenção de Doenças), do governo daquele país, com números de 2006, divulgados em dezembro de 2009.[3] -- no Brasil, porém, ainda não há estatísticas a respeito do TEA[4]. Em 2010, no Dia Mundial de Conscientização do Autismo, 2 de abril, a ONU declarou que, segundo especialistas, acredita-se que a doença atinja cerca de 70 milhões de pessoas em todo o mundo, afetando a maneira como esses indivíduos se comunicam e interagem.[5][6] O aumento dos números de prevalência de autismo levanta uma discussão importante sobre haver ou não uma epidemia da síndrome no planeta, ainda em discussão pela comunidade científica.[7]

Um dos mitos comuns sobre o autismo é de que pessoas autistas vivem em seu mundo próprio, interagindo com o ambiente que criam; isto não é verdade. Se, por exemplo, uma criança autista fica isolada em seu canto observando as outras crianças brincarem, não é porque ela necessariamente está desinteressada nessas brincadeiras ou porque vive em seu mundo. Pode ser que essa criança simplesmente tenha dificuldade de iniciar, manter e terminar adequadamente uma conversa.

Outro mito comum é de que quando se fala em uma pessoa autista geralmente se pensa em uma pessoa retardada ou que sabe poucas palavras (ou até mesmo que não sabe alguma). Problemas na inteligência geral ou no desenvolvimento de linguagem, em alguns casos, pode realmente presente, mas como dito acima nem todos são assim. Às vezes é difícil definir se uma pessoa tem um déficit intelectivo se ela nunca teve oportunidades de interagir com outras pessoas ou com o ambiente. Na verdade, alguns indivíduos com autismo possuem inteligência acima da média.

A ciência, pela primeira vez falou em cura do autismo em novembro de 2010, com a descoberta de um grupo de cientistas nos EUA, liderado pelo pesquisador brasileiro Alysson Muotri, na Universidade da Califórnia, que conseguiu "curar" um neurônio "autista" em laboratório. O estudo, que baseou-se na Síndrome de Rett (um tipo de autismo com maior comprometimento e com comprovada causa genética)[8], foi coordenado por mais dois brasileiros, Cassiano Carromeu e Carol Marchetto e foi publicado na revista científica Cell.
http://4.bp.blogspot.com/_vgRafgf5V0Q/TNRowNocdpI/AAAAAAAACyc/voXAMT7eVR0/s1600/Acesseolink.png

sábado, 12 de março de 2011

[Guias turisticos New Orleans grátis]

Free Good Times Guide to New Orleans
Nova Orleães ou Nova Orleans (em inglês New Orleans) é a maior cidade do estado estadunidense de Luisiana. A Nova Orleães foi fundada originalmente por exploradores franceses, com o nome de Nouvelle Orléans (atualmente, o nome da cidade em francês é La Nouvelle-Orléans). Está localizado no sudeste do Estado, ao sul do Lago Pontchartrain, no ponto mais baixo do estado. A cidade é co-existente com a Paróquia de Orleães. Segundo o censo americano de 2000, a população da cidade é de 484 674 habitantes, e sua região metropolitana possui 1 337 726 habitantes.

Nova Orleães é uma cidade conhecida pelo seu legado multicultural - especialmente influências culturais francesas, espanholas e afro-americanas, e pela sua música e pela sua culinária. Nova Orleães é um destino turístico internacional mundialmente famoso graças aos seus vários festivais. Entre elas, as mais importantes são o Mardi Gras, Jazz Fest, Southern Decadence, e o festival de futebol americano Sugar Bowl.

Nova Orleães foi fundada em 1718, por Jean Baptiste le Moyne. Moyne foi o governador da colônia francesa de Luisiana. A cidade foi assim nomeada em homenagem a Filipe, Duque de Orleães, que era então o regente e o chefe de estado da França à época em que Nova Orleães foi fundada. Ela se tornou a capital da Luisiana em 1722[1].

Nova Orleães é o centro portuário mais movimentado do Estados Unidos, e o quarto mais movimentado do mundo, graças à sua localização próxima ao Golfo do México e do Rio Mississippi, fazendo da cidade um pólo de conexão para produtos que são importados/exportados para a América Latina. Além disso, a indústria petroleira é também de grande importância para a economia da cidade. Esta indústria é forte na cidade graças a vários postos de extração de petróleo localizados próximos à cidade, ao longo da Costa do Golfo. O turismo também é uma fonte de renda primária da cidade.

Nova Orleães possui vários cognomes, que descrevem diversas características da cidade. Entre elas, as mais conhecidas são The Crescent City (descrevendo seu formato ao longo do Rio Mississippi), The Big Easy (uma referência feita por músicos, graças à relativa facilidade de encontrar um emprego na cidade) e The City that Care Forgot (associada com a natureza amistosa dos habitantes da cidade). O lema de Nova Orleães, não-oficial mas muito citado na cidade, é Laissez les bons temps rouler ("Deixe os bons tempos rolarem").

O nome da cidade é geralmente abreviada NOLA. O gentílico dos habitantes da cidade é Orleniano(a).

 http://4.bp.blogspot.com/_vgRafgf5V0Q/TNRowNocdpI/AAAAAAAACyc/voXAMT7eVR0/s1600/Acesseolink.png

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Divulgue

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More